Frete grátis nas compras acima de R$ 500

Agosto dourado, a amamentação vale ouro

O mês de agosto é dedicado totalmente ao aleitamento materno colocando em destaque a importância do leite humano para nutrição de bebês. No entanto, nem todos recém-nascidos e suas mamães conseguem realizar a amamentação e acabam enfrentando dificuldades durante o período.

Como surgiu?

A campanha Agosto Dourado teve início em um encontro entre a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em 1990, em Nova Iorque. O objetivo desse encontro foi criar a Declaração de Innocenti, voltada para a amamentação, com o intuito de debater ações mundiais de conscientização.

As atividades buscam defender e promover o aleitamento exclusivo até o sexto mês de vida, podendo se estender até os dois anos ou mais de idade. A Semana Mundial da Amamentação abre o Agosto Dourado, voltando-se para a sobrevivência, proteção e desenvolvimento da criança.

Por que “dourado”?

A cor dourada foi escolhida porque o leite materno é um alimento considerado padrão ouro para os recém-nascidos.

Qual a importância do leite materno para o recém-nascido?

O leite materno possui todos os nutrientes e substâncias que o bebê precisa, entre proteínas, água, carboidratos, vitaminas e minerais, sendo, portanto, extremamente importante para o desenvolvimento dos bebês que estão em recuperação.

Como funciona a doação?

A doação é fundamental para ampliar as chances de recuperação de bebês prematuros e/ou de baixo peso que estão internados em UTIs neonatais, além de proporcionar um desenvolvimento mais saudável por toda a vida. Toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite humano. Basta ser saudável e não tomar medicamentos que interfiram na amamentação.

Qualquer quantidade de leite humano doado pode ajudar os bebês internados, que, a depender de seu peso e condições clínicas, podem precisar de apenas 1ml a cada refeição. O leite materno doado passa por um processo rigoroso que envolve análise, pasteurização e controle de qualidade antes de ser distribuído. 

Como doar?

Para doação a um banco de leite humano, o leite materno deve ser armazenado em frascos de vidro de boca larga e tampa de plástico previamente higienizados com água e sabão e depois fervidos por 15 minutos, contando o tempo a partir do início da fervura.

É importante realizar a higienização da mama com água e lavar as mãos com água e sabão, além de utilizar máscara sobre o nariz e a boca para evitar que gotículas de saliva caiam no leite doado. O leite colhido é analisado, passa por processo de pasteurização e é submetido a controle de qualidade antes de ser fornecido aos bebês internados nas unidades neonatais.

A estratégia Banco de Leite Humano visa oferecer orientação e apoio à amamentação, além de coletar, processar, armazenar e distribuir leite humano a bebês prematuros e de baixo peso.

Saiba mais, acesse gov.br

Gostou do conteúdo? Siga-nos em nossas redes sociais!

Leia também:

Qual é o tipo de carrinho ideal para sua família?

Participe do nosso quiz e descubra.